Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007

CONVENTO DE S. FRANCISCO

PARA VER MAIS FOTOS:- http://fotos.sapo.pt/slideshow.bml?url=rss?u%3Dacribeiro%26a%3D00015g52%26limit%3D150%26pvt%3D1

CONVENTO DE S. FRANCISCO

Dos edifÍcios e institutos religiosos existentes em Leiria - enumerados, em 1906, pelo jornal Leiria Illustrada: «uma Sé, quatro conventos, treze igrejas e doze capelas», além das instituições particulares -, restam hoje muito poucos. Entre os conventos de mais antiga fundação, após o estabelecimento dos crúzios por volta de 1155, sobressai o da Ordem de S. Francisco, em 1232; os cónegos viram com maus olhos a construção do convento, mas um Breve do Papa Gregório IX, de 1223, veio em apoio dos frades mendicantes.

Ergueu-se o edifício junto à margem do rio, no Rossio de Santo André (depois conhecido por Arrabalde da Ponte); as cheias, porém, causavam grandes danos e prejuízos, o que explica a construção de um novo convento no sítio onde ainda agora está implantado, provavelmente com o valioso auxílio de D.João I, como diz a tradição. A igreja seria sagrada apenas em 1562, segundo uma inscrição colocada junto à porta principal, sofrendo novas remodelações, ao mesmo tempo que a construção conventual, na segunda metade do século XVIII.

Cedido á Camara de Leiria, por Carta de Lei de 2 de julho de 1855, instalou-se no convento a cadeia municipal; em 1861, a igreja foi novamente entregue aos Franciscanos; mas, em 1904, estes encomendaram o projecto de uma nova igreja e respectivos anexos (onde funciona o seminário filosófico da Ordem), ao professor e arquitecto italiano Nicola Bigaglia; de estilo «neogótico», o templo franciscano, obedecendo aos preceitos de uma construção moderna, seria concluído após a morte do seu arquitecto, ocorrida em Veneza, em 1908. Defronte ao novo edifício, implantado no Largo da Portela (designação que remonta aos inícios do século XV), foi colocado um retábulo de pedra seiscentista, onde se destaca sob um nicho a imagem de S. Francisco, ladeado por dois anjos acólitos, formando um pequeno recanto de arranjo urbanístico.

Entretanto, o velho convento seria ocupado pela Companhia Leiriense de Moagens, em 1921, após a adaptação do edifício às instalações fabris, segundo um projecto de E. Korrodi; acrescentando-lhe um andar, com largas fenestrações uniformes, o arquitecto preservou, no entanto, o claustro, onde se reconhecem as linhas da antiga construção, e o ritmo dos vãos nos dois pisos da fachada primitiva. Ao lado, encontra-se ainda a igreja, cuja fachada, de linhas singelas, se abre ao exterior através de uma galilé renascentista; dois largos janelões, ladeando um nicho que abriga a imagem do santo, acusam as alterações efectuadas no século XVIII, sendo a fachada, já muito degradada, rematada por uma cornija em forma de frontão.

O interior do templo, é de uma só nave, com um coro construído sobre a galilé, possuindo ainda a original cobertura de madeira e altares laterais quinhentistas (sabe-se que, em 1576, Fernão Ruíz Barba, instituiu aí uma capela), e de Setecentos (família Trigreiros); por detrás do grande arco triunfal (com data de 1668 e a inscrição segundo a qual foi alteada dois metros em 1880), demarcando um ligeiro transepto, perfilava-se a capela-mor, do padroado dos marqueses de Vila Real que ali elegeram local de sepultura, passando depois o direito de capela à Casa do Infantado. Em 1888, a revista O Panorama, transcrevia, como curiosidade,um epitáfio que fora encontrado na igreja: «Aqui jaz João Bicudo Mociço/Christão per lei/Cavalleiro mui sizudo/Fidalgo da casa d´el-rei...»

Comunicando com o coro, a Capela da Ordem Terceira, acrescentada em 1719, estabelecia a ligação com outras dependências - sacristia, refeitório e a cozinha -, cujas paredes eram revestidas por azulejos de cenas historiadas, azul e branco, narrando episódios da vida de S. Francisco, e possuíam tectos apainelados, de pinturas polícromas, da primeira metade do século XVIII.

(Nota: Já depois da publicação deste livro e muito recentemante, este convento levou obras de restauro conforme se pode ver nas fotos.)

(ESTE RELATO FOI RETIRADO DO LIVRO - CIDADES E VILAS DE PORTUGAL - LEIRIA DE LUCÍLIA VERDELHO DA COSTA DA EDITORIAL PRESENÇA QUE É PERTENÇA DA BIBLIOTECA MUNICIPAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE LEIRIA - www.cm-leiria.pt )

 

 

Publicado por alfredocr às 23:06
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2007

PADRÃO NO ANCORADOURO DO RIO LIS

ESTE PADRÃO SITUA-SE NA MARGEM DIREITA DO RIO LIS NUM ÂNCORADOURO JUNTO Á PONTE ENGENHEIRO AFONSO ZUQUETE .(PODE LÊR-SE NESTE PADRÃO O SEGUINTE: "1-6-1988  A JUVENTUDE A CIÊNCIA E O MAR"

PARA VER MAIS FOTOS - http://fotos.sapo.pt/slideshow.bml?url=rss?u%3Dacribeiro%26a%3D00013ksk%26limit%3D150%26pvt%3D1

Publicado por alfredocr às 18:21
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

ESTÁTUA NO PARQUE

PARA  VER MAIS FOTOS...CLIC

ESTÁTUA NO PARQUE DA CIDADE

 

 «A CAMINHO DA FEIRA»

 

GRUPO ESCULTÓRIO, DA AUTORIA DE ANJOS TEIXEIRA FILHO, «QUE FIXOU NO MÁRMORE, E EM DIMENSÕES LIGEIRAMENTE SUPERIORES AO NATURAL, A GRAÇA DAS NOSSAS CAMPONESAS, O RITMO MUSICAL DO SEU MOVIMENTO E A BELEZA DO SEU TRAJO».

HÁ QUEM OPTE PELA DENOMINAÇÃO «A CAMINHO DO MERCADO DE LEIRIA» OU «RAPARIGAS A CAMINHO DA FEIRA».

«TÊM VIDA AQUELAS FIGURAS DE MÁRMORE. CONHECEMO-LAS … SÃO AS CAMPONESAS DO LIS. SÃO RAPARIGAS E MULHERES DE AMOR, DE REGUEIRA DE PONTES, DE CARVIDE E DA VIEIRA, COM OS SEUS CHAPÉUS, AS SUAS BLUSAS, OS SEUS CANOS DE LÃ NAS PERNAS. AQUELES ROSTOS, AQUELES OLHOS, AQUELE CAIR DE LENÇO SÃO AS RAPARIGAS DO CONCELHO DE LEIRIA.»

A INAUGURAÇÃO DESTE GRUPO ESCULTÓRIO FOI A 22 DE MAIO DE 1945, DIA DA CIDADE E IV CENTENÁRIO DA ELEVAÇÃO DE LEIRIA A CIDADE.

POR DOCUMENTAÇÃO VÁRIA E PELA PLACA DE PEDRA FIXA NA RELVA EM FRENTE DESTE GRUPO ESCULTÓRIO, SABEMOS QUE O MESMO FOI OFERECIDO A LEIRIA PELO LEIRIENSE DR. FRANCISCO CORTEZ PINTO.

 

(COM A PROFUNDA REMODELAÇÃO E BENEFICIAÇÃO DO PARQUE DA CIDADE DE LEIRIA, A ESTÁTUA FOI LIGEIRAMENTE MUDADA DE SÍTIO, ENCONTRANDO-SE DE FRENTE Á ENTRADA PRINCIPAL DO PARQUE, COMO SE VERIFICA PELAS FOTOS.)

 

ARTIGO EXTRAÍDO DO LIVRO – ALERTA, LEIRIA

EDIÇÃO DO AGRUPAMENTO Nº127

DO CORPO NACIONAL DE ESCUTAS-SÉ DE LEIRIA

PERTENÇA DA BIBLIOTECA MUNICIPAL AFONSO LOPES VIEIRA.

 

Publicado por alfredocr às 18:06
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2007

N.SªENCARNAÇÃO

PARA VER MAIS FOTOS - http://fotos.sapo.pt/slideshow.bml?url=rss?u%3Dacribeiro%26a%3D00011py1%26limit%3D150%26pvt%3D1

O SANTUÁRIO DE Nª.Sª. DA ENCARNAÇÃO FOI LEVANTADO NO LUGAR DA ANTIGA ERMIDA DE S.GABRIEL, TENDO SIDO A PRIMEIRA PEDRA LANÇADA EM 24 DE SETEMBRO DE 1588, EM CERIMÓNIA ASSISTIDA PELO MARQÊS DE VILA REAL.

ESTA IGREJA DE PEREGRINAÇÃO ESTÁ IMPLANTADA NUMA COLINA DEFRONTE AO CASTELO, COMO QUE A COMTEMPLÁ-LO, E DELA SE DESFRUTA UMA SOBERBA VISTA PANORÂMICA DA CIDADE; COMUNICANDO COM O EXTERIOR POR UMA VASTA GALERIA, COMO É TIPICO DA ARQUITECTURA DESTAS ERMIDAS,POSSUI TAMBÉM UMA IMPONENTE ESCADARIA DE ACESSO; COM UM EFEITO CENOGRÁFICO BARROCO, DE LANÇOS OPOSTOS E RAMPAS E LARGOS ASSINALADOS POR ARCOS, ESTA FOI OBRA DO BISPO D.FR.MIGUEL DE BULHÕES (1761-1769), CUJAS ARMAS OSTENTAM O ULTIMO ARCO DA ESCADARIA.

NA FORMOSA GALILÉ DO TEMPLO, COM UMA ARCARIA FRÁGIL DE ARCOS DE VOLTA PERFEITA, QUE CORRE A TODA A VOLTA DAS NAVES, SOBREELEVA-SE UM ARCO, NA FACHADA PRINCIPAL, QUE FORMA UM TÚNEL ABOBADADO PELO QUAL SE PENETRA NA IGREJA. ESTE TIPO DE ACESSO RESULTA, SEM DÚVIDA, DE UMA MODIFICAÇÃO INTRODUZIDA POSTERIORMENTE, DADAS AS CARATERISTICAS BARROCAS DOS SEUS ELEMENTOS ARQUITECTÓNICOS, ARTICULANDO-SE, VISUALMENTE, COM OS ARCOS DA ESCADARIA E A TORRE SINEIRA QUE COROA A FACHADA.

O INTERIOR, DE UMA SÓ NAVE, AMPLAMENTE ILUMINADA, É CURIOSAMENTE RITMADO POR ARCOS ADOSSADOS NAS PAREDES, ENTRE OS QUAIS FORAM COLOCADOS PAINÉIS HISTORIADOS DE FINAIS DO SÉCULO XVII, ALUSIVOS À VIDA DE Nª.SENHORA; JUNTO DA ENTRADA FOI CONSTRUIDO UM CORO COM BALAUSTRES, OBRA JÁ REALIZADA EM 1865; AVANÇANDO NA NAVE, DEPARA-NOS COM UM LIGEIRO TRANSEPTO, CUJOS BRAÇOS DE PLANTA QUADRADA, CONTRIBUEM EXTERIORMENTE PARA UMA MAIOR HARMONIA DOS VOLUMES DA CABECEIRA; AS PINTURAS DO TECTO DE MADEIRA, IMITANDO UMA ABÓBADA DE CAIXOTÕES, FORAM EXECUTADAS EM 1863. A RIQUEZA MAIOR DO TEMPLO, ALÉM DOS AZULEJOS DE TAPETE DO SÉCULO XVII, É A PEQUENA CÚPULA SOBRE PENDENTES DA CAPELA-MOR (À QUAL VÊM ENCOSTAR DUAS DEPENDÊNCIAS LATERAIS ENCOSTADAS AOS BRAÇOS DO TRANSEPTO); TERMINANDO NUM LANTERNIM E COM NERVURAS NO INTRADORSO, ESTA CÚPULA, CUJO MODELO ERUDITO PODE ENCONTRAR-SE NA IGREJA DE NªSª DA CONSOLAÇÃO, EM ESTREMOZ (CERCA DE 1550), É UMA OBRA EXEMPLAR, EMBORA POBRE, DA ARQUITECTURA TARDO-RENASCENTISTA.

(DESCRIÇÃO RETIRADA DO LIVRO "CIDADES E VILAS DE PORTUGAL - LEIRIA DE LUCÍLIA VERDELHO DA COSTA DA EDITORIAL PRESENÇA", PERTENÇA DA BIBLIOTECA MUNICIPAL DA: www.cm-leiria.pt )

Publicado por alfredocr às 22:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

LEIRIA ESPAÇOS VERDES

PARA VER MAIS FOTOS - http://fotos.sapo.pt/slideshow.bml?url=rss?u%3Dacribeiro%26a%3D000101sx%26limit%3D150%26pvt%3D1

LEIRIA COM OS SEUS ESPAÇOS VERDES. VEJA AS FOTOS E COMENTE.

Publicado por alfredocr às 22:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

TEMAS

Pimpumplay lança petição ...

JOEL XAVIER NO TEATRO MIG...

Coro de Câmara do Orfeão ...

LEIRIA EVENTOS

POESIA ERÓTICA E SATÍRICA...

TE-ATO (Grupo-Teatro de L...

Semana da Leitura 2011 - ...

TERCEIRA INVASÃO FRANCESA...

TE-ATO (Grupo-Teatro de L...

LEIRIA - TEATRO MIGUEL FR...

ARQUIVOS

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

"ix feira do livro de leiria"

"xix desfile etnográfico"

bairro dos anjos

centenário da república

eventos

eventos notícias leiria

leiria

leiria diario leiria

leiria eventos

leiria eventos 26 janeiro 2008

leiria eventos03/12/08

leiria eventos05/10/08

leiria galerias

leiria gastronomia

leiria notícias

leiria noticias

leiria praça viva

madeleine macann

notícias

setembro2009

todas as tags

LINKS

blogs SAPO

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub